Aperitivos para Copa

Para assistir aos jogos do Brasil na Copa do Mundo não podem faltar algumas guloseimas e bebidinhas. Mas tudo isso pode acabar prejudicando a dieta e fazendo com que os quilinhos extras apareçam. As delícias não precisam ser evitadas, mas sim consumidas da forma correta e sem exageros. Para evitar o ganho de peso, fiz uma seleção de algumas opções mais saudáveis.

Receitas de petiscos saudáveis

Chips assados de batata doce, inhame, cenoura:

Chips devem ser assados e servidos com azeite e sal (pode ser o sal de ervas). 

Para preparar esses petiscos, devem-se lavar bem os alimentos e cozinhá-los. Depois, cortá-los em fatias finas e distribuí-los em uma forma anti-aderente, levando-os ao forno pré-aquecido, à potência máxima, até dourarem (aproximadamente 5 minutos). Quando estiverem prontos, pode acrescentar um fio de azeite extra-virgem e um pouco de sal de ervas para temperar.

Estes chips são uma alternativa saudável aos salgadinhos industrializados. Estes alimentos possuem uma boa oferta de carboidratos, promovendo energia, e seu preparo é livre de gorduras saturadas e trans (o azeite é uma gordura insaturada, cujo consumo moderado traz benefícios à saúde).

Para fazer o sal de ervas basta misturar ervas desidratadas junto ao sal marinho. Eu utilizo o manjericão, alecrim e orégano desidratados e misturo em igual quantidade ao sal. Aí é só guardar em recipiente fechado e em local livre de umidade. Este sal é uma boa opção para tempero de alimentos e como substituição do sal convencional de casa. Use com moderação.

Oleaginosas

Um mix de oleaginosas também é uma boa pedida. As mais indicadas são a castanha-do-pará, amêndoas, castanha de caju, amendoim sem sal, macadâmia, avelã e nozes, que podem ser consumidas junto com frutas secas como o damasco, a tâmara e uvas passa.

As oleaginosas são conhecidas por promoverem saciedade, além de serem ricas em ricas em nutrientes importantes para nosso corpo como proteínas, fibras, vitamina E, selênio, zinco, cobre e magnésio. No entanto, por serem muito calóricas, devem ser consumidas com moderação. Procure consumi-las sem sal ou, se não quiser abrir mão, use-o com bastante moderação.

Pipoca caseira

Pipoca feita em casa é rica em fibras e antioxidantes.

A pipoca não industrializada é um alimento rico em fibras e antioxidantes, apresentando, portanto propriedades funcionais que são uma ótima opção para o lanche. Fazer pipoca em casa não tem mistério: coloque 4 colheres de sopa (ou mais, dependendo da quantidade de pessoas) de grãos de milho em um saco de papel (serve aquele saco de padaria em que se vende o pão francês), e leve-o ao micro-ondas em potência máxima por aproximadamente 2-3 minutos (o tempo de estouro do milho vai depender da potência de cada micro-ondas – portanto, fique atento). Já testei em casa e funciona direitinho. 

Leia também

Comentar

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.
By submitting this form, you accept the Mollom privacy policy.
 

De bem com a balança

Todos os direitos reservados ©