Comida Caseira - Saiba quais os erros mais comuns

Olá pessoal,

Esta matéria é bem interessante, pois reflete bem nosso cotidiano, nossa boa e velha comida caseira. Será que nossa comida está tão saudável quanto parece?

Vamos saber as armadilhas que afetam a qualidade dos nossos alimentos. Nada melhor do que demonstrar o prato típico brasileiro: ARROZ, FEIJÃO, CARNE, ALFACE E TOMATE. Parece tão inofensivo não é?

Vamos saber o que há de errado e como devemos fazer:

ARROZ ►Experimente acrescentar alguns vegetais como cenoura, beterraba, brócolis, etc. Além de gostoso, torna-se nutritivo. Arroz branco é besteira. Enriqueça seu arroz! Evite comprar temperos prontos para arroz e use pouco óleo. Arroz temperado com alho e verduras é gostoso e saudável.

FEIJÃO ► Feijão não é um alimento extremamente calórico como as pessoas pensam. Calórico são alguns ingredientes que as pessoas colocam no feijão, como linguiça, carnes e bacon, por exemplo. Feijão com verduras, couve, louro e jerimum (abóbora) também é muito gostoso e não torna a comida uma bomba calórica e rica em gordura saturada. Ideal para quem quer perder peso sem passar fome. Rico em muitos nutrientes, é indispensável no nosso dia a dia.

CARNE ► Evitar frituras e preparações que utilzem muito óleo. Evite também consumir carnes gordurosas (picanha, maminha, costelas...) em seu dia a dia, isso porque, por mais que retiremos a gordura aparente, ainda sim estaremos consumindo gordura saturada na carne. Prefira as preparações assadas, grelhadas ou cozidas. Utilize legumes e ervas para o preparo. 

SALADA ► Fuja da tradicional salada de alface + tomate. Incremente sua salada variando com mais tipos de folhas e verduras. Já experimentou rúcula, acelga, agrião, beterraba e muitos outros vegetais na sua salada?  Adicionar também pequenos pedaços de frutas torna a salada mais gostosa, refrescante e nutritiva. Evite os molhos prontos e o abuso de sal.

 

E aí gostaram?

Beijão e boa semana a todos!

Raiane

 

Leia também

 

De bem com a balança

Todos os direitos reservados ©