Gordura na Medida Certa

Já é hora de você se desfazer do mito de que consumir gorduras é o que faz seu corpo engordar. De fato, empanturrar-se de batatinha frita todos os dias não vai ajudar a manter a silhueta. Porém, é bom ter em mente que as gorduras cumprem papéis importantes: ressaltam o sabor dos alimentos, proporcionam energia, colaboram para a formação dos tecidos do organismo, assim como melhoram seu desempenho. A ordem deve ser evitar ao máximo as de baixa qualidade, como as saturadas.

Vamos entender cada tipo:

- Saturadas: São encontradas em alimentos de origem animal e em poucas fontes vegetais. De um modo geral, abusar delas está associado a doenças cardiovasculares e ao aumento do colesterol. São exemplos dessas gorduras: Carnes com gorduras aparentes, embutidos, bacon, banha, vísceras, manteiga, creme de leite, chantilly, queijos amarelados, peles de aves, dendê e todas as frituras.

- Insaturadas: São as chamadas gorduras boas. Compõem-se das Poli-insaturadas e monoinsaturadas. Essas gorduras ajudam a baixar o colesterol ruim e total e aumentar o colesterol bom (HDL). Ainda possuem efeito anti-inflamatório e são fundamentais para absorção de algumas vitaminas (A, D, E, e K), por isso a exclusão de gorduras na dieta também podem causar deficiência dessas vitaminas . São fontes de gorduras monoinsaturas: Azeite de Oliva, óleo de canola, nozes, amêndoas, castanhas e abacate. As poli-insaturadas estão presentes  nos óleos de girassol, milho e soja, salmão,  atum,  sardinha, bacalhau, linhaça e chia.

- Trans: “Primas das gorduras saturadas” são obtidas por meio de um processo químico (hidrogenação), no qual óleos vegetais são transformados em gordura sólida, aumentam os níveis do mal colesterol e diminuem o bom colesterol (HDL). É bom lembrar que seu consumo não deve ultrapassar 1% do valor de calorias total recomendado por dia. É bom lembrar: “Na hora de escolher a margarina, prefira as com baixo teor de gordura. E quanto mais dura é a margarina, maior a concentração de trans”.  As gorduras trans são usadas pela industria de alimentos para garantir o sabor e a textura de pipocas de micro-ondas, bolos, tortas, batatas fritas, massas folheadas, sorvetes, biscoitos amanteigados e recheados. Além disso, os óleos usados repetidamente para as frituras, temperos para saladas e margarinas também as contêm. DICA: LEIA SEMPRE O RÓTULO PARA IDENTIFICAR SUA PRESENÇA E A PORCENTAGEM DE CADA PORÇÃO!

Leia também

Comentários

Adorei a matéria!! :))

Comentar

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.
By submitting this form, you accept the Mollom privacy policy.
 

De bem com a balança

Todos os direitos reservados ©